segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

5 LIVROS PARA DAR DE PRESENTE | para quem costuma ou quem não costuma ler


O fim do ano está chegando! Época de festas, de rever os parentes e amigos e, é claro, de presentear e ganhar presentes de todo mundo!


Pensando nessa época, e também pensando que claramente você não deve ter apenas conhecidos que estão acostumados à leitura, elaboramos uma lista de livros que servem para os dois tipos de pessoas: quem adora ler, ou quem não costuma ter o hábito da leitura!

Curioso? Então, veja a lista e já prepare os livros no carrinho!

1. Gelo Negro, de Becca Fitzpatrick

Créditos da foto à: Blog da Harlan Coben Brasil
Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança.
Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.

Apesar de não ser um livro para todas as idades (é um YA), Gelo Negro encantou muita gente pelo seu enredo envolvente e viciante. O livro pode parecer um pouco grande para quem não está acostumado à ler, mas a história do livro é, de fato, empolgante o bastante para deixar o leitor vidrado do começo ao fim.

2. Eu Te Darei o Sol, de Jandy Nelson

 Créditos da foto à: Os Nós da Rede
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém.
Contado em perspectivas e tempos diferentes, “Eu te darei o sol” é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

Mais do que um livro, Eu Te Darei o Sol se trata de mudanças, de traumas, de relações... de arte. Um livro totalmente diferente do que estamos acostumados, toca o leitor de uma forma única e tão bonita que é quase impossível parar de ler.

3. Brilhantes, de Marcus Sakey

A partir de 1980, um por cento das crianças começou a apresentar sinais de inteligência avançada. Essa parcela da população, chamada de “brilhantes”, é vista com muita desconfiança pelo restante da humanidade, que teme a forma como esse dom será usado. Nick Cooper é um deles, um agente brilhante, treinado para identificar e capturar terroristas superdotados e levá-los para a custódia do governo. Seu último alvo está entre os mais perigosos que já enfrentou, um líder responsável pelo maior ataque terrorista dos últimos tempos e que pretende começar uma guerra civil. Mas para capturá-lo, Cooper precisa se infiltrar em seu mundo e ir contra a tudo o que acredita. Denominado pelo Chicago Sun-Times como o mestre do suspense moderno, Markus Sakey criou um universo ao mesmo tempo perturbador e incrivelmente semelhante ao nosso, onde um dom pode se tornar uma maldição. 

Brilhantes é incrível, do começo ao fim. Numa sociedade tão parecida com a nossa, aos poucos, o autor vai fazendo em sua história aparentemente inofensiva várias críticas à sociedade e ao governo de forma geral, enquanto nos envolve num universo paralelo sobre dons, agentes e inteligência avançada.

4. Perdidos Por Aí, de Adi Alsaid

Créditos da foto à: Último Romance
Quatro jovens ao redor do país têm apenas uma coisa em comum: uma garota chamada Leila. Ela entra na vida de cada um com seu carro absurdamente vermelho no momento em que eles mais precisam de alguém.
Entre eles está Hudson, mecânico em uma cidadezinha, que está disposto a jogar fora seus sonhos de amor verdadeiro. E Bree, uma garota que fugiu de casa e curte todas as terças-feiras — além de algumas transgressões ao longo do caminho. Elliot acredita em finais felizes... até sua vida sair totalmente do script. Enquanto isso, Sonia pensa que, quando perdeu o namorado, também perdeu a capacidade de amar.
Hudson, Bree, Elliot e Sonia encontram uma amiga em Leila. E, quando ela vai embora, a vida de cada um deles está transformada para sempre. Mas é durante sua própria jornada de quase sete mil quilômetros através do país que Leila descobre a verdade mais importante: às vezes, aquilo de que você mais precisa está exatamente no ponto onde começou. E talvez a única maneira de encontrar o que você está procurando seja se perder ao longo do caminho.

Perdidos Por Aí é mais um daqueles livros leves, rapidinhos e encantadores, que chamam atenção de todo mundo. O livro, tão simples e gostoso de ler, nos ensina sobre superação e mudanças em cada uma das situações encontradas. Vale a pena!

5. A Sorte do Agora, de Matthew Quick

Créditos da foto à: Where The Light Is
Bartholomew Neil passou todos os seus quase 40 anos morando com a mãe. Depois que ela fica doente e morre, ele não faz ideia de como viver sozinho. Wendy, sua conselheira de luto, diz que Bartholomew precisa abandonar o ninho e fazer amigos. Mas como um homem que ficou a vida toda ao lado da mãe pode aprender a voar sozinho? Bartholomew então descobre uma carta de Richard Gere na gaveta de calcinhas da mãe e acredita ter encontrado uma pista de por quê, afinal, em seus últimos dias a mãe o chamava de Richard... Só pode haver alguma conexão cósmica! Convencido de que Richard Gere vai ajudá-lo, Bartholomew começa essa nova vida sozinho escrevendo uma série de cartas altamente íntimas para o ator. De Jung a Dalai Lama, de filosofia a fé, de abdução alienígena a telepatia com gatos, tudo é explorado nessas cartas que não só expõem a alma de Bartholomew, como, acima de tudo, revelam sua tentativa dolorosamente sincera de se integrar à sociedade. Original, arrebatador e espirituoso, A sorte do agora é escrito com a mesma inteligência e sensibilidade de O lado bom da vida. Uma história inspiradora que fará o leitor refletir sobre o poder da bondade e do amor.

A habilidade de Matthew Quick de fazer histórias incríveis e que todo mundo gosta não é novidade, não é mesmo? Na mesma pegada de seu livro de maior sucesso, O Lado Bom da Vida, A Sorte do Agora é rápido, gostoso de ler e carregado de bom humor e lições valiosas.


Essa foi nossa lista (bem generalizada) sobre cinco livros que praticamente todos irão gostar bastante. Claro que nem todos, há pessoas que gostam mais de livros de terror e suspense (e nesse caso eu indico basicamente qualquer um que tenha sido publicado pela Darkside Books), há quem prefira livros de ação ou romances mais melosos, mas aposto que pelo menos um desses é uma boa opção. São ótimos livros e, quem sabe você não dando um desses de presente, o presenteado não desperte interesse por um novo gênero literário ou, melhor ainda, despertando interesse pela leitura de modo geral?

Espero que tenham gostado e aprovado a lista! Um beijo e até mais!

Por: Lauren

2 comentários:

  1. Oi Lauren!

    Eu gostei muito da tua lista, apesar de ainda não ter lido nenhum desses livros. Ouço falar muito bem de "Brilhantes" e tenho muita vontade de ler "Eu te darei o Sol".

    Feliz Natal! ♥
    Beijos - Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tham!

      Ainda não tive a oportunidade de ler 'Brilhantes', mas TODO mundo que leu já me falou muito bem do livro. Sério, nunca ouvi uma crítica ruim. Recomendo bastante!

      Feliz natal para você também!
      Beijos!

      Excluir

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo