quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Papo de Leitor #06 - A escolha de um curso na faculdade.


Olá, galera! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Dessa vez decidi abordar um tema diferente para o Papo de Leitor.


Sei que o ENEM já passou (muitas pessoas ficaram aliviadas por, finalmente, terem seus tempos livres novamente ao invés de usá-los para estudar) mas esse é um assunto que, acredito eu, deve ser abordado não só com as pessoas que estão na fase de vestibular, mas para as mais novas também.

Eu não prestei ENEM pois ainda estou no segundo ano. Queria prestar como trainning, mas não deu certo e agora, só ano que vem. O que me dá um certo alívio, por mais que não seja impossível fugir de uma vez da pressão inevitável que vem junto com a prova.

Eu tenho uma opinião um tanto peculiar sobre o ENEM e demais vestibulares, mas isso não vamos abordar aqui. Hoje o assunto é outro.

É muito difícil escolher o curso que queremos fazer quando, finalmente, acabamos o ensino médio. Durante a infância, a pré adolescência e boa parte da adolescência citamos várias profissões que queríamos ter quando crescêssemos, mas nossa cabeça muda (principalmente nessa fase tão conturbada) e não demora muito para não termos mais ideia do que queremos para nosso futuro. Isso é muito comum.

Quando eu tinha 14 anos eu tinha certeza que queria cursar Design. Não é algo que eu tenha descartado totalmente, já que adoro a área, mas não me vejo trabalhando nisso. Logo depois, aos 15, quis fazer Jornalismo, já que é meu sonho sempre trabalhar com a escrita, mas a área mal precisa de ensino superior para que você atue e, além disso, a grade curricular oferece mais matérias que eu não gostaria de aprender do que as que gostaria. Por fim, agora, temos Publicidade e Propaganda, área que eu faço curso técnico e amo. Mas, ainda não tenho certeza. E detalhe, esse é um resumo bem resumido do que eu já pensei em fazer... Tenho mania de ser apaixonada por tudo.

Mesmo uma pessoa menos 'apaixonada por tudo' do que eu, muitas pessoas têm dificuldades em escolher um curso de faculdade e eu acredito que essa é uma escolha muito (muito mesmo!) importante nas nossas vidas. Ano que vem é meu último ano no colegial e eu ainda não sei o que fazer. Pode não parecer (ou não ser) para vocês, mas para mim isso é assustador.

Existem diversas coisas que implicam na escolha do curso: a família, que às vezes não aceita sua escolha; a grade curricular, que certas vezes não te agrada, por mais que a área em si sim; a questão financeira da família; a universidade escolhida; o mercado de trabalho e etc. De certa forma, todas essas coisas assolam nossa cabeça constantemente e fazem a escolha ainda mais difícil. A pressão é intensa e vem de todos os lados, cercando o adolescente e sufocando-o por uma escolha que deveria ser toda e exclusivamente dele, de acordo com suas vontades e afinidades por diversos assuntos.

Eu não sou expert nesse assunto, ainda não passei por isso e, mesmo escrevendo esse texto, sei que terei as mesmas dificuldades que citei, talvez mais, mas quando for escolher o que eu quero fazer tenho algo em mente que com certeza facilitará a escolha. Acredito que também pode facilitar a de vocês.

É uma simples frase, que com certeza você já ouviu muito por aí, mas que deve levar a sério: Não olhe o mercado de trabalho, mas sim o seu talento. Fazendo algo que você gosta, qualquer que seja, mal parecerá que é uma obrigação (tanto o curso quanto exercer a profissão em si), você vai amar o que você faz, consequentemente fará bem e com qualidade e é isso que te dará o emprego no lugar que quiser. O dinheiro vem e vai, a satisfação consigo mesmo você começa a plantar agora para colher bem mais tarde. E acredite, com certeza, vale a pena!

Por: Lauren

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo