segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Papo de Leitor #05 - Sobre a série SHADOWHUNTERS - O que tenho a dizer sobre a adaptação?


Olá, leitores! Como vocês estão? Já faz um tempo que eu estou para fazer esse post, mas venho adiando bastante. Graças ao Anjo, finalmente está aqui!


Para quem não sabe, Shadowhunters será uma adaptação para a TV da série de livros Os Instrumentos Mortais, escritos pela autora Cassandra Clare (os livros foram lançados pela GALERA RECORD aqui no Brasil).

O primeiro livro, intitulado Cidade dos Ossos, foi adaptado para filme em meados de 2013, mas foi um completo fracasso diante das bilheterias, o que resultou no cancelamento da continuação da franquia de filmes. Em março desse ano, no entanto, começaram as gravações de uma nova adaptação dos livros, agora se tornando uma série de TV que será lançada dia 12 de janeiro de 2016.

Desde o inicio, houve um rebuliço enorme no fandom da série (do qual eu faço parte). Primeiramente por conta do novo cast e posteriormente por causa de várias mudanças que todos sabíamos que iria, sem sombra de dúvidas, acontecer na trama da série.

Confesso que, mesmo com todo o meu carinho pelo antigo cast (que na minha opinião, era perfeito), tentei ser cabeça aberta em todas as decisões tomadas para a nova adaptação.

É difícil ver sua série de livros sendo adaptada para uma nova mídia, principalmente se na primeira vez que tentaram, deu tudo errado. Levando em consideração que a nova adaptação é para série de TV, temos que lembrar que o número de mudanças na trama será maior e, às vezes, mais drástico em relação aos livros. Muita gente não leva isso a sério, enquanto outras levam a sério demais.


Por exemplo, recentemente, lendo um post sobre como ter uma Branwell na história da série muda completamente a árvore genealógica a qual estamos acostumados nos livros (o que é verdade), li um comentário de uma fã de PJO (Percy Jackson) em que dizia algo parecido com "Vocês, shadowhunters, devem ficar gratos por seus livros estarem sendo adaptados para série. Tudo o que nós, fãs de PJO temos são dois filmes muito mal adaptados, enquanto vocês, mesmo com um filme ruim, conseguiram uma nova chance de ver sua história favorita na TV. Então, parem de reclamar de tudo."

Realmente, em certas partes, ela estava certa. Quero dizer, quantas outras séries de livros (alguns jogos, também) tem uma segunda chance de adaptação? No entanto, isso realmente significa que temos que aceitar tudo, só porque alguns produtores decidiram que a história ainda poderia render muito dinheiro?

Eu vi (e participei) de várias lutas para melhorar a série. A parte boa é que os produtores nos ouviram, na maioria delas. Fico feliz por isso, porque, na minha opinião, se tratando de uma adaptação, a série já tem boa parte do público garantido (que seriam os fãs), então nada mais justo do que fazer o que nós mais queremos: manter a essência dos livros na adaptação. Nesse caso, achei ótimo que o fandom tenha se pronunciado, mostrando sua infelicidade e reclamando sobre várias coisas que a produção da série havia mudado - coisas essas que alterariam, senão o rumo principal da história, a personalidade de vários personagens.

Eu tenho a plena consciência de que sempre vão haver várias mudanças em várias coisas, afinal, as mídias são completamente diferentes e, mesmo em uma história complexa e cheia de vincos esperando para serem explorados como TMI, há coisas a serem mudadas para que a história se encaixe na nova mídia e não somente agrade aos antigos fãs, como também traga novos. Isso é completamente compreensível, e mesmo as mudanças mais drásticas podem ganhar um novo sentido na série que a torne ainda mais legal.


A história que eu conheci nos livros nunca será esquecida. Já devo ter citado aqui no blog o quanto é difícil me fazer se apaixonar tanto assim por uma trama (nunca tinha acontecido comigo antes, nem mesmo com Harry Potter, que é uma febre até hoje), no entanto sou apaixonada por todo o universo das sombras assim como um potterhead é apaixonado por Hogwarts. Dá sempre um medo de estragarem tudo de perfeito que você encontrou nos livros até aqui, porém, acredito que a série trará ainda mais motivos para eu me apaixonar. É como explorar ainda mais uma história já conhecida, descobrir rumos que ela poderia ter tomado, coisas novas que poderiam ter acontecido, personagens novas e uma trama que, embora seja baseada nos livros que eu li, são diferentes.

Muitos fãs (os que não concordaram com a maioria das mudanças), dizem que prefeririam que cancelassem a adaptação antes de ser lançada ou que não assistirão à série porque "mataram a minha história favorita" ou coisa parecida. Se você for um deles, eu peço para que assista SHADOWHUNTERS como uma nova forma de ouvir (e agora ver) sua história favorita, e não como se tivessem estragado o que você leu nos livros. Lembre-se que é uma adaptação BASEADA no que você leu, por isso não têm obrigação de ser exatamente igual. Aliás, a série pode sim te surpreender e te levar a amar ainda mais o enredo e os personagens. É tudo uma questão de se permitir ver e ouvir novas formas e ideias sobre Os Instrumentos Mortais.

Eu sei que é um pouco tarde para falar isso, mas em relação ao novo grupo de atores, achei que foram bem escolhidos. Os atores principais são novos, o que indica que poderão fazer várias temporadas, caso a série faça sucesso. Além disso, pesquisando sobre eles e seus outros trabalhos, acho que farão uma ótima atuação, dando vida e incorporando a personalidade dos personagens que eu tanto amo.

Portanto, o elenco está escolhido, dois teaser trailers foram lançados, além das duas primeiras cenas do episódio piloto. Eu vejo pessoas correndo para terminarem a série de livros antes de janeiro, só para poderem entender os possíveis easter eggs que provavelmente serão colocados em relação à As Peças Infernais, por exemplo. Tudo isso está relacionado no quanto essa história mexeu e mexe com as pessoas e no quanto a adaptação está deixando muita gente ansiosa.


Embora sempre haja uma possibilidade de dar errado, estou bem otimista em relação ao sucesso da série, e espero que meu otimismo não seja desapontado dessa vez, como aconteceu na época que Cidade dos Ossos se transformou em filme.

No mais, o que posso dizer é que estou completamente e exageradamente ansiosa para dia 12 de janeiro. Tenho certeza que vou dar vários gritos e chorar muito porque sou uma escandalosa, mas faz parte, certo?

Beijos e até a próxima!

OBS: Me contem também o que estão achando nos comentários!

Por: Lauren

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo