domingo, 6 de setembro de 2015

Série - Resenha #16 - Beauty & The Beast (1°TEMP)


Duração: 42 - 45 min.
Gênero: Ficção Científica, Romance, Suspense, Policial
Emissora: CW
N° de episódios: 22
Temporadas: 3 (em andamento)
Ano: 2012
    


Catherine Chandler é uma detetive inteligente e focada. Na adolescência, a policial testemunhou o assassinato de sua mãe, vítima de dois homens armados. Ninguém acreditou nela, mas Catherine sabe que não foi um animal que atacou os assassinos, mas sim, um ser humano.

Anos depois, Catherine se tornou uma mulher forte, confiante e capaz de resolver crimes juntamente à sua parceira de trabalho, Tess. Enquanto investigam uma morte, Catherine descobre uma pista que a leva ao doutor Vincent Keller, dado como morto durante a guerra do Afeganistão, em 2002.

Ela então descobre que Keller foi quem a salvou no passado, entretanto, Vincent esconde um segredo, algo que o fez ficar longe da sociedade por 10 anos. Quando está com raiva, ele se torna uma fera assustadora, incapaz de controlar sua força e sentidos aguçados.


Catherine concorda em proteger seu segredo e identidade, pedindo que ele conte mais sobre o que aconteceu com sua mãe. Agora, ambos fazem parte de uma relação complexa e perigosa.

Ok, o que falar sobre o meu mais novo vicio? Confesso que no começo fiquei um pouco indecisa em assistir a série, pois muitos falavam que os efeitos eram ruins e que a história não era nada surpreendedora. Se não fosse a persistência da minha amiga Isadora (amo você, Isa), eu não teria visto e me apaixonado pela série. 

A história é baseada no conto da Disney, A Bela e a Fera. A única semelhança com a história – até agora - é o fato de Vincent ser uma “fera” e algumas das situações de risco que a Cat acaba passando, no entanto.

Nos primeiros episódios pensei em desistir, até porque Cat aparenta ser sonsa (o que aos poucos vamos descobrindo não ser) e os efeitos realmente não são dos melhores, mas eu não desisti e segui em frente. Na minha opinião, a série não é chata e nem cansativa, mas não são todos que vão gostar tanto assim.

Me identifiquei muito com a Cat e com como ela reage a certas situações. Talvez isso tenha facilitado meu amor pela série, mas só sei que os personagens, a trilha sonora e as situações colocadas diante deles me pareceram bem realistas. Mesmo o fato de Vincent se tornar assustadoramente feroz quando nervoso têm uma explicação legal.


A série é uma mistura de ficção científica com fantasia e drama policial. Cada novo episódio é um novo caso para Cat e sua assistente, e em cada um deles mais coisas sobre o passado e o presente de Vincent são estrategicamente revelados.

Sinceramente, ou você vai gostar muito ou vai odiar, mas meu conselho para vocês é não desistirem da série. A segunda temporada está FENOMENAL (a série está na terceira temporada em andamento), e não vejo a hora de resenha-la para vocês!

Beijos e até a próxima viagem! 
Por: Pietra Petinati        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo