terça-feira, 1 de setembro de 2015

Livro - Resenha #37 - Eleanor & Park, Rainbow Rowell (NOVO SÉCULO)


Nome original: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Páginas: 325
Ano: 2014
    

Eleanor & Park conta a história de amor entre dois jovens completamente diferentes e ao mesmo tempo tão iguais. 

Eleanor é uma garota ruiva que acha ser mais pesada do que dizem que deveria, possui um estilo diferente e cabelos indomáveis e encaracolados. Ela quase sempre viveu numa situação complicada dentro de casa e desde que a mãe se casou de novo, as coisas pioraram mais do que ela achava que poderiam. Sozinha, ela se sente completamente deslocada na nova escola e é o alvo de zoação dos populares e valentões. Já Park é um mestiço - filho de mãe coreana e pai americano - que vive na linha tênue entre ser popular e ser um nerd, principalmente por achar que não pertence a lugar nenhum. Ele, na verdade, prefere passar despercebido e ficar na dele, vivendo em seu mundo com suas próprias dificuldades. Park vive às sombras das expectativas do pai, que sempre o achou "afeminado", e também aos feitos do irmão mais novo, que parece ser tudo que seu pai sempre quis, ou seja, tudo o que Park não é.

Por mero acaso, Eleanor e Park acabam se sentando no mesmo banco do ônibus da escola e a partir daí, uma linda e intensa história de amizade e amor começa, mesmo que isso seja o que os dois menos esperavam.

Se tratando de Rainbow Rowell já podíamos esperar uma história que tratasse de temas reais e pouco abordados de maneira tão explícita. Aqui a autora fala sobre abuso moral e físico, bullying, não aceitação, preconceito racial, pobreza e até alcoolismo. Rowell lidou com todos os temas de uma forma que eu julgo extraordinária, equilibrando tudo com música boa, citações históricas e o incrível sentimento da descoberta do amor, principalmente.


A história tem uma profundidade incalculável. Eu não vou conseguir expressar aqui o quanto cada parágrafo me tocou demasiadamente, me fez pensar, refletir e criar um carinho tão imenso pela história inteira e pelos seus personagens. Rowell cuidou muito bem de cada pedaço do livro, fazendo com que cada um fossem igualmente importantes na história inteira.

A relação entre Eleanor e Park é muito intensa e incrivelmente linda. Cada detalhe, cada palavra significam algo e conseguimos captar a importância de cada coisa para os dois. Tudo na relação deles funciona como um bote salva vidas, cada instante juntos é como um momento no paraíso e a descoberta do sentimento, que vai acontecendo de forma gradativa e surpreendente para ambos, é realista e muito, muito tocante. Eles compartilham seus segredos e seus medos um ao outro com sinceridade, lealdade e, acima de tudo, amor. É impossível não se emocionar com cada cena ou não se sentir da forma como cada um se sente nas mais variadas situações em que estão juntos. A forma de amor que compartilham é tão genuína e pura, e é transcrita com uma excelência e autenticidade tão grandes, que só por isso o livro já é digno de merecer a adoração do público. A autora está bem mais do que de parabéns!

Como já disse anteriormente, a forma como ela aborda os temas principais do livro é extraordinária. Tudo teve seu destaque na medida certa e o livro inteiro te leva a refletir sobre muitas coisas importantes que, às vezes, passam despercebidas à nós, principalmente aos que ainda vivem em um ambiente de colegial. Eu não vou superar essa leitura tão cedo!

A capa é linda e a diagramação está perfeita. Os capítulos são bem curtos, o que leva a uma leitura rápida e deliciosa, que flui bem e te encanta a cada nova frase.


Muitos disseram que acharam o final triste, e realmente foi (eu também fiquei extremamente revoltada), mas o último capítulo me deu esperanças e razões para imaginar muitas mais coisas e eu prefiro acreditar que essas que eu acreditei, aconteceram.

Enfim, o livro me deixou com o coração na mão no final e ainda não consigo acreditar que acabou assim. Queria mais páginas que concretizassem, mesmo que não exatamente, tudo o que eu imaginei depois da última frase, mas não posso fazer nada a não ser imaginar mesmo...

Espero que também gostem do livro. Um beijo e até a próxima viagem! 

Resenha por: Lauren

2 comentários:

  1. Oi Lauren,
    A história me tocou bastante também. Assim como você, cada parte me fez refletir bastante.
    Achei o amor entre os dois muito sincero e bem elaborado. O final, pois é, também me senti meio decepcionada. Mas o restante da história é tão perfeito que isso pode ser perdoado.
    Amei a resenha!
    Beijos - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu me apaixonei pela narrativa da Rainbow Rowell! Esse foi o único livro que li dela até agora, quero ler mais :x haha E sim, a forma como o romance deles se desenrola é muito tocante <3

      Beijão, Tham <3

      Excluir

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo