terça-feira, 18 de agosto de 2015

Livro - Resenha #33 - Percy Jackson e Os Olimpianos: O Mar de Monstros, Rick Riordan (INTRÍNSECA)


Nome original: Sea Of Monsters
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Ano: 2009
   


O segundo livro de Percy Jackson e Os Olimpianos já começa com ele e seus amigos saindo em resgate de Grover, um sátiro e melhor amigo de Percy, o qual está com Polifemo, um grande monstro. Como se não bastasse essa aventura, a árvore de Thalia, a qual protege o Acampamento Meio Sangue foi envenenada e está morrendo. Eles (Percy, Annabeth e Tyson, o qual é apresentado nesse livro), então, partem (também) em busca do Velocino de Ouro, a única chance de salvação para a árvore e os campistas.

Com um enredo um pouco mais legal do que o de Ladrão de Raios, O Mar de Monstros acabou se tornando o meu segundo livro favorito da série de Rick Riordan. O autor continuou com o mesmo ritmo do primeiro livro nesse segundo, sem alterações, mas uma trama mais ousada e envolvente. Eu gostei muito do que ele fez aqui.

A narração continua sendo de Percy e, como no primeiro livro, o herói mantém suas piadinhas e trocadilhos engraçadinhos que não atrapalham, e sim divertem mais o leitor.

Em O Mar de Monstros conhecemos mais de alguns personagens, além de serem apresentados alguns novos, como Tyson e alguns deuses. Além disso, conhecemos mais de Poseidon e seu 'reino'.

Rick caprichou nas cenas de ação e até reinventou uma cena de A Odisséia, adicionando o seu toque especial e deixando tudo como ele (e nós) gostamos.

O livro tem uma pegada juvenil e é envolvente do começo ao fim, além de abordar algumas lições no meio da trama que levam o leitor a pensar e aprender junto com os personagens. Isso é muito legal, ainda mais porque o livro é destinado à crianças com seus 11 ou 12 anos, ou seja, de uma forma divertida, eles (e nós, os mais velhos que ainda adoram e leem essa série) aprendemos lições valiosas.

Percy Jackson não é minha saga de livros favorita, mas como eu disse na resenha de Ladrão de Raios, foi a série que me introduziu, por assim dizer, ao mundo da literatura fantasiosa e, mesmo não fazendo parte dos meus favoritos, eu vou sempre indicar e querer reler, não somente porque foi o meu primeiro, mas porque realmente vale a pena. Eu adoro a forma como o autor deixou a história (da série inteira) tão simples e incrível ao mesmo tempo. O tempo simplesmente fugiu quando eu li Percy Jackson. Em uma tarde, devorei ele inteiro e já estava pedindo por mais.

A narrativa meio "infantil demais" pode irritar alguns, mas mesmo depois de anos de ter lido pela primeira vez, ainda gosto de como o livro foi narrado. Eu falei sobre essa pegada mais infantil que a leitura tem na resenha do primeiro livro, mas na minha opinião isso não é um ponto negativo por completo. Torna a leitura mais suave para quem já é mais velho e acostumado a ler livros desse gênero da mesma forma que torna mais fácil e envolvente para quem é mais jovem ou está entrando nesse estilo literário.

Como eu disse também na primeira resenha, eu só tenho o primeiro livro da série Percy Jackson, porque na época em que eu li peguei emprestado com o amigo e só recentemente comecei a coleção. Pretendo terminar, mas né gente, vida de pobre é dura. De qualquer forma, espero que tenham gostado da resenha e que leiam a série!

Um beijo e até a próxima!

Resenha por: Lauren

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo