quarta-feira, 22 de julho de 2015

Livro - Resenha #25 - A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard (SEGUINTE)


Título: The Red Queen
Série: A Rainha Vermelha #1
Autor (a): Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 424
Ano: 2015
Nota:


A Rainha Vermelha é narrada por Mare. Uma garota de 16 anos que pertence sangue vermelho, já que foi nascida numa família de sangue vermelho.

Mare tem em mente que precisa trabalhar de alguma forma, se não, será mandada para o exército, assim como seus três irmãos homens, então ela passa o dia na rua correndo de um lado para o outro, roubando para ajudar em casa, bem diferente de sua irmã, que nasceu com o dom da costura, e passa o dia em casa bordando para os prateados (como são chamadas as pessoas com sangue prateado). Sua mãe por conta disso, nunca a olhou como olha para sua irmã e isso faz com que Mare, muitas vezes, se sinta mais sozinha do que o normal.
"O que eu não daria para minha mãe me olhar assim, quando eu não era nada além de uma ladra? O que eu não daria agora?"
Sempre com a necessidade de proteger quem ela ama, seu vizinho Kilorn não fica de fora. Após perder os pais, por conta dos prateados, Mare e sua família "adotaram" Kilorn. Ele não é diferente dos outros sangues vermelhos, trabalha duramente todos os dias, mas um dia em especial um imprevisto acontece, fazendo Mare procurar desesperadamente ajuda. E é em umas das suas tentativas de salvar ele, que um encontro fatídico muda sua vida para sempre.
"Eu machuco todo mundo, especialmente a mim mesmo”
Mare, que antes renegava o mundo dos Prateados, é obrigada a aprender a conviver com eles e não demora muito para descobrir que em suas veias, além de correr sangue vermelho, corre também uma energia que nunca foi prevista por ninguém.
“ – Isso é algo que você devia saber sobre nós, os prateados. Estamos sempre sozinhos aqui. E isso nos torna fortes.”
Bom, é claro que não poderia faltar o romance. Mare mora em “palácio” onde vivem uma Rainha – com o poder de entrar na mente de outras pessoas – um Rei que pouco se nota, e dois príncipes. Cal, que assumirá o reinado e Maven – ambos com poderes do fogo.


 Mare, por conta das suas habilidades, precisa ser destinada a um deles, e sem muitas delongas, ela é destinada Maven, um príncipe que aparenta ser carente pela atenção do pai, mas puro de coração. No entanto, o que Mare não quer admitir é que em seu coração, o sangue vermelho pulsa mais forte toda vez que a garota vê Cal. É aí que começa uma batalha muito maior do que ela imagina.

Confesso que no começo do livro fiquei meio revoltada com o príncipe destinado a ela. Eu preferia mil vezes o Cal, apesar de ficar bem confusa com o que ele sentia.

Essa foi sem dúvidas a minha melhor escolha de livro para comprar, mas não vou mentir para vocês. Quando comprei nem li a sinopse, mas sim pela capa que é extremamente linda. Acabei por me surpreender com o enredo do livro e sem dúvidas se transformou em um dos meus favoritos.

A autora conseguiu transmitir todas as emoções que a Mare sentia para nós, além disso, ela conseguiu me surpreender de uma forma, que cheguei até ter raiva dela. Não imaginava que o livro fosse tão bom, de verdade. A obra ainda teve a proeza de não revelar o final no meio da história. Apesar de muitas outras resenhas falarem que era óbvio, eu fui uma das que não conseguiu decifrar logo de cara e achei esse mistério ótimo, porque geralmente eu adivinho o final bem antes dos últimos capítulos. Foi uma experiência diferente, que eu adorei experimentar!

A única coisa que senti falta durante as páginas foi de mais cenas de romance. Não sei se foi proposital (por conta das cenas finais) ou se ela apenas não achou importante, mas me pareceu que esses tipos de momentos, não valiam para o enredo.

De resto, o livro é inteiro perfeito. Da capa, até os agradecimentos. Eu nunca tinha lido nenhum livro dessa autora (acho que esse foi o primeiro dela), mas eu amei o modo como ela escreveu e pensou nessa história, existem detalhes que fazem toda a diferença, e ela conseguiu se lembrar de todos eles. Eu não consigo expressar o tamanho amor que estou sentindo por esse livro!

Queria poder falar muita coisa, expressar o amor e ansiedade que reina em mim para o próximo livro, mas não posso, tudo nesse livro é uma peça de quebra cabeça, e uma batalha envolvedora. Vocês precisam ler e sentirem tudo por si mesmos!

Beijos e até a próxima viagem!
Resenha por: Pietra

2 comentários:

  1. Olá...

    Também gostei bastante do livro, apesar de algumas coisas na história que em incomodou um pouco. Concordo com você, o romance foi algo que não teve, e fez falta no livro... Ansiosa pelo próximo!

    www.leitoracompulsiva.com

    ResponderExcluir
  2. Terminei de ler ontem e me surpreendi bastante também, contudo, as cenas de romance me fizeram muita falta também... Adorei a sua resenha e estou ansiosa pelo próximo 😀

    ResponderExcluir

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo