quinta-feira, 25 de junho de 2015

Filme - Resenha #11 - Sou Louco Por Você


Título original: Tengo Ganas De Tí
Duração: 2h10min
Ano: 2012 (Espanha)
Gênero: Romance
Nota:

Tengo Ganas De Tí (Sou Louco Por Você, em português) é a continuação do filme Tres Metros Sobre El Cielo (Paixão Sem Limites, em português), o qual já foi resenhado aqui no blog.

Nesse segundo filme o foco fica em Hugo (Hace), embora Babi também tenha várias cenas ao longo que o enredo vai se desenrolando.


Hace está de volta à Barcelona depois de ter passado dois anos em Londres, cidade em que ele resolve esfriar a cabeça depois do término de sua relação com Babi. Logo ele reencontra Katina e os dois compartilham a dor e a saudade que sentem de Pollo.

Além de reencontrar Katina, Hace também conhece uma nova garota. Seu nome é Genebra, mas todos a chamam de Gin. Gin se parece muito com Pollo em vários aspectos e não demora muito para que eles engatem num romance quase tão envolvente quanto de Hace com Babi, mas acontece que Hace ainda pensa em Babi e isso atrai turbulências ao namoro dele com Gin.


Todos sabemos que a história de Hace e Babi não teve o final esperado no primeiro filme e já vou adiantar a vocês que não esperem tanto do final desse também.


Pelo que deu para perceber, depois do acidente de Pollo e o término com Hace, Babi decide voltar à sua antiga vida, sendo obediente e vivendo longe de confusões. Ela, inclusive, se afasta de Katina e acaba namorando um garoto completamente diferente de Hace.

Tengo Ganas de Tí, assim como o primeiro filme, tem uma fotografia maravilhosa e muito bem trabalhada. O filme também é em espanhol e isso nos faz estranhar um pouco, mas as atuações são muito boas, com diálogos notáveis e cenas bem feitas.


Sobre a história, devo dizer que foi bem criativa apesar de ter o toque clichê que falamos na primeira resenha. Outra coisa é que, apesar de Gin e Hace terem uma ótima química e formarem um casal bonito e bem divertido, eu prefiro mil vezes o nosso badboy com a Babi, portanto meu filme favorito sempre será o primeiro, apesar do final triste.


Se você não quiser ver o Hace com outra garota que não seja Babi, e Babi com um cara que não tem nada a ver com a mulher que ela se tornou depois de seu relacionamento com Hace, eu aconselho que não assista à esse filme. Ele é lindo e até vale a pena, pela qualidade, mas eu tive a impressão que a Babi acabou sendo 'substituída' por Gin e a linda ilusão do romance de Hace e Babi, o qual esperávamos que fosse um romance que ultrapassaria todas as barreiras, foi destruída.


Como dito na primeira resenha, haviam rumores de que haveria um terceiro filme, mas desde 2013 não saem novas notícias sobre isso, o que basicamente significa que a história de Babi e Hace acaba por aqui. Isso me deixou bem chateada porque eu queria que eles acabassem juntos e vivessem 'felizes para sempre'. Infelizmente, querer não é poder.

É isso, galera! Beijos e até a próxima viagem!

Resenha por: Bia e Lauren

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »
© Razões Literárias - 2015. Todos os direitos reservados. Criado por: Lauren Yorres. Tecnologia do Blogger. imagem-logo